14 de maio de 2015

Algumas experiencias proprias que me fazem acreditar na lei da atracção

Ja ha anos que soube da lei da atracçao (na altura que saiu o livro "O Segredo", da esritora Rhonda Byrne). Nessa altura, eu ainda era muito nova e nao percebia bem a lei da atracçao, entao quase que nao a aplicava.
Este ano tive a enorme sorte de ler o livro "A Magia", da mesma escritora, que me fortificou mais ainda nessa area e me trouxe incriveis mudanbças na vida.
Depois de ler "A Magia" aprendi a atrair, para mim, exactamente aquilo que quero. Por isso, decidi contar-vos algumas das  minhas incriveis experiencias com a lei da atracçao.


-Um dia, estava a preparar-me para viajar com a minha irmã. Uma viagem importante, porqu era nela que ela ia realizar o seu grande sonho de ter uma mala da Louis Vittoun. Por acaso, essa viagem é uma viagem que atraimos, porque sentamo-nos um dia a falar sobre como seria incrivel se ganhassemos dinheiro do nada e a planearmos o que fariamos com o dinheiro: apanhar um voo, ir a Africa do Sul e enchermo-nos de compras; e foi assim que aconteceu, recebemos um dinheiro mesmo do nada (com isso quero dizer que nem era de trabaho nem nada, foi mesmo um dinheiro oferecido) e  metemo-nos num aviao em direcçao as compras que planeamos.
Entao, como vinha dizendo, enquanto estavamos a preparar-nos para a viagem, eu sugeri que eu e ela fizessemos uma brincadeira com a lei da atracçao, so para vermos o quanto as nossas energias estavam fortes. Entao decidimos ambas que a lei da atracçao tinha que por no nosso caminho um mercedes branco, ou seja, tinhamos que ver um mercedes branco naquele dia.
Enquanto andavamos por ai a tratar das passagens, passamos por um mercedes, cinza quase branco. Ficamos maravilhadas. Achamos incrivel a rapidez com que tinhamos atraido o mercedes, que embora nao fosse da cor que determinamos, era de uma cor proxima.
Quando ja estavamos para chegar ao predio da minha irma, para levar as malas, uns minutos depois de ver o tal mercedes cinza, um mercedes branco passou pela nossa frente.
Nao podiamos acreditar naquilo que viamos. Ficamos ainda mais maravilhadas, que puzemo-nos aos berros enquanto batiamos palmas.


-Ja, quando estavamos dentro do aviao eu desafiei a mnha irma novamente, disse-lhe que escolhesse uma coisa que queria ver antes que voltassemos para o nosso pais, assim se vissemos a tal coisa era sinal que ela atraiu-a e que esta a tornar-se forte nessa area. Ela ate riu-se e em jeito de gozo respondeu "Quero ver um Lamborghini". Depois disso posemo-nos na conversa e esquecemos o assunto.
No dia seguinte, uando fomos as compras, estacionado mesmo ao lado da entrada do Nelson Mandela Square estava um Lamborghini, com muitos outros carros de luxo, mas aquele chamou-me a atençao, porque foi o que ela determinou que queria ver antes que voltassemos para Moçambique. Destaei a gritar. Ela ficou sem perceber nada. Foi ai que eu disse " Sista (como nos chamamos), aquele nao é um lamborghini?!". Ela ficou boqueaberta, nao agretitava que o que ela desejou, por breves instantes, numa brincadeira tinha mesmo acontecido.
Vimos o tal Lamborghini e mais uma vez tivemos a prova que atraimos o que desejamos. 

Como encho-me de boas energias e atraio o que quero.

Ontem tive um momento de pessimas energias, momento esse que ja passou e sinto-me mesmo mal por ter transmitido essas energias aos   meus leitores. Entao, decidi fazer um post a contarvos sobre como enxo-me de boas energias e como atraio o que quero (talvez isso ajude-vos e insentive-vos a fazer o mesmo ).
Cá vai:

-Antes de mais, devo começar com 1 palavrinha, "Obrigada".
Como ja disse antes, começo todas as frases com essa palavra, acreditem, um simples obrigada pode mudar tudo. Sempre que agradeces sentes gratidao e essa gratidao atrai mais motivos para te sentires grata. Entao, claro, nao posso deixar de agradecer, antes de escrever o que quer que seja.
As vezes, quando algo corre-me mal e noto que isso afectou as minhas boas energias, ponho-me, imediatamente, a fazer uma lista das coisas pelas quais me sinto grata e logo me vejo a sorrir e a arranjar uma soluçao ou ate mesmo achar piada a tal situaçao.

-Penso sempre nas coisas que amo e que me fazem feliz.
Isso faz-me logo perceber como a vida é bela e como sou feliz. Acreditem, se todos concentrassem somente naquilo que gostam nao veriamos caras amarradas e, muito menos, pessoas mal humoradas.
Amor é a força que move o mundo, notem que sem amor nao haveria nada. Estamos todos aqui pelo amor, e nao falo so no sentido Homen-Mulher, falo em todos sentidos. Em cada coisa do mundo é preciso amor, entao, nada melhor que descobrir as coisas que cultivam esse sentimento em nos.

-Escuto musicas que me fazem sentir bem.
Tento ao maximo escutar musicas que me fazem sorrir. Escuto somente musicas que me dizem palavras que sei que me farao sentir amor e gratidao, evito ao maximo escutar musicas que me trazem tristeza.

-Mantenho os pes bem longe do chao.
Comigo essa teoria de viver com os pes assentes no chao nao resulta. So temos aquilo que atraimos e, para atrair algo, temo sque sentir pensar naquilo, sentir a emoçao de te-lo, em outras palavras, temos que sonhar com aquilo. Sonhar é a unica coisa que tem o puder nos fazer sentir um momento sem estar a vive-lo. Por isso, eu nao tenho medo de sonhar, nao tenho medo de acreditar e me emocionar com os meus sonhos. Muito pelo contrario, eu ate tento sonhar ao maximo, porque quanto mais pensamos em algo, mais real a tornamos.

-Tento nao ligar aos problemas.
Percebi que pensar num problema nao faz dele menos problema, muito pelo contrario. Quando tenho um problema (o que é raro desde que começei a usar a lei da atracçao) eu tento nao pensar muito no problema em si, penso mais numa soluçao e, caso pense no problema, é mais para analisar o lado positivo (aí entra o proximo pnto).

-Vejo sempre o lado positivo de TUDO.
Pode ser dificil, mas eu vejo o lado positivo de tudo, ate dos piores momentos. Para isso, meo na minha cabeça que nada acontece por acaso entao, se algo aconteceu, algum bom motivo deve ter.





Nao vou escrever mais para nao escrevr rmuito, mas se precisarem de alguma dica ou tiverem

duvidas sobre esse tema, deixem um comentario. Prometo que tentarei esclarecer.

13 de maio de 2015

Paixões..

E hoje vim despejar aqui o que sinto.
Doi-me o coraçao, mesmo no fundo  e o unico amigo que me pode ouvir, como sempre ouviu, é o papel.
Tu sabes que tento, tento mesmo. Mas, a cada cinco minutos caio na armadilha dele, do malvado coraçao.
Esperei e prometi nao sentir mais esta dor mas, ha algo com as promessas, elas nunca sao compridas. Tal como nao cumpriste a tua de fazer de mim a "mulher mais feliz do mundo", tal como eu nao cumpri a minha de nao me apaixonar, tal como nos nao cumprimos a nossa, de ficarmos juntos, para sempre (lembras ?).
Eu tento, juro que tento. Mas, como apagar aqueles que acreditei e acredito que foram os melhores momentos da minha vida ? Como esquecer o nosso muito pequeno conto de fadas ? Va la !!! Diz-me como !! Eu sei que sabes bem como, porque vejo que ja o fizeste. É pena seres assim tao egoista, a ponto de deixar-me neste sofrimento, sozinha.
Doi-me mais ainda porque sei que, como nao te posso dizer essas palavras, o unico remedio que me restava (a famosa terapia das lagrimas infinitas que arrastam a dor para fora do coraçao) nao me faz efeito nenhum. DOi-me porque quero chorar todas as minhas magoas, mas as malditas lagrimas nao me saem entao a dor fode-me mais e mais o coraçao.
Detesto ter-te tao presente na minha vida no momento em que estas ausente. A cada sitio que vou, em cada musica que escuto, em cada suspiro e olhar estas tu.
Falso....
Foste falso...
Agiste mesmo como a grabde cobra que és, enganaste-me.
Tento fugir, tento deixar-te ficar atras. Tento e todas as tentativas sao em vao..
Diz-me por favor!! Diz-me como apagar aquele abraço seguido de um beijo na testa.
Em nome daquilo que tivemos, diz-me !!
Agora acredito que nao interessa quanto tempo dura um momento porque, por mais curto que seja, se ele for marcante ficara, para sempre. O mesmo é feito de ti. Bastou-me uma semana, uma unica semana, contigo, para deitares abaixo tudo o que tinha sobrado de mim. Sim, eu nao estava interia, porque parte de mim ainda sofria por um idiota. MAs tu vieste, tiraste o idiota da minha cabeça, do meu coraçao, da minha vida, assegurando-me que ficarias comigo, como o que sobrou de mim. Mentiste, foste-te embora e ainda deixaste recordaçoes.
Doi, doi muito mesmo....Mas como todas as outras, Ela vai passar, nao é?