10 de novembro de 2014

Nasci Só







Já não me decepsiono, porque, aprendi a nao esperar algo das pessoas.Também aprendi a por a cabeça antes do coração, a ignorar certos "sentimentos" que sei que não me levam a lado algum, a pensar muito bem antes de agir e a por a minha felicidade em primeiro lugar, não como um acto egoista, mas como um acto de amor próprio.
Aprendi a não me apaixonar por sorrisos, que tanto escondem, a receber mais amor que o que dou e a parar de ouvir a opinião alheia porque, ninguem sabe melhor da minha vida que EU.
O mundo é vasto e, na mesma esquina onde apanhamos o primeiro amor, podemos apanhar o segundo.Com isso, aprendi que melhores sempre virão porque, a medida que cresco, aprendo mais e menos inocente fico.
Não é obrigatorio dar a todos o que esperam e há certas pessoas por quem não vale a pena chorar.
Divirto-me porque sou jovem e independente, nem por isso perco os meus príncipios. O meu bem estar estará sempre em primeiro plano.
Se consigo superar uma decepsão, uma falsa paixão, um coração partido e uma lágrima nos olhos, conseguirei superar mais dez milhões e aprender como todas elas.


Afinal, nasci só!